Lenda da Encanta-moça

67
Foto: Crédito: Reprodução / Recife Assombrado

Uma iaiá branca, rica e bela, passeava à noite, quando percebeu que estava sendo perseguida pelo marido ciumento. Era uma região pouco habitada da capital pernambucana, na época dos grandes engenhos. Durante sua fuga, ela simplesmente desapareceu no ar. Magicamente, ela teria se “encantado” nos mangues em torno Capibaribe, onde hoje seria o Bairro do Pina. Ela acabou retornando desse Mundo do Além, com a missão de vingar todos os abusos permitidos pela sociedade machista daquele tempo. Em noites de lua cheia, ela aparece nua para atrair os homens que circulam naquela região. Assim como a Alamoa, a vítima sente uma atração irresistível mas, quando chega perto, a imagem se desfaz.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO fantasma de Branca Dias
Próximo artigoA mão fina